Brasil bate Uruguai e segue 100% rumo ao Catar.

ADAURY VELOSO –

A Seleção Brasileira segue nadando de braçadas na América do Sul. No confronto com o adversário mais difícil até aqui, o Brasil visitou o Uruguai na noite desta terça-feira (17), em Montevidéu, em duelo válido pela 4ª rodada das Eliminatórias e bateu os donos da casa pelo placar de 2×0. Os gols da partida foram marcados por Arthur e Richarlison, ambos no primeiro tempo. Com o resultado, a equipe pentacampeã mundial chegou aos 12 pontos, ficando na liderança isolada da competição. Agora, já são 21 compromissos de invencibilidade da Seleção no torneio que leva à Copa do Mundo. Com o revés, a Celeste se mantém com seis pontos na tabela. Pelo certame, Tite e companhia só voltam a entrar em campo em março, quando visitam a Colômbia e depois recebem a Argentina, na Arena de Pernambuco.

O Brasil entrou em campo com uma única mudança em relação ao time que bateu a Venezuela por 1×0, no Morumbi. Com dores musculares, Allan foi substituído por Arthur na equipe titular e a alteração surtiu efeito. O jogador da Juventus foi responsável por abrir o marcador aos 33, depois de um início pragmático da Seleção. Depois de primeira boa jogada construída, o camisa 8 recebeu de Jesus e chutou com desvio para fazer 1×0. O volante ainda foi responsável por deixar Firmino na cara do gol no lance seguinte, mas o atacante do Liverpool desperdiçou a oportunidade. À vontade dentro do Centenário depois do tento, a equipe de Tite ampliou com Richarlison, aos 44, aproveitando cruzamento de Renan Lodi.

Sem Suárez, diagnosticado com Covid-19 às vésperas do duelo, o Uruguai assustou a meta de Ederson duas vezes no primeiro tempo. Primeiro com Darwin Núñez e depois com Godín. As duas chances pararam no travessão verde-amarelo.

Como esperado, na volta do intervalo o Uruguai se lançou ao ataque nos 15 minutos iniciais buscando diminuir o placar. Porém, com pouca inspiração, apostava apenas nas bolas alçadas na área e não levou perigo ao gol brasileiro. À frente no placar, a Seleção controlava bem a partida e deixava o tempo passar. Aos 25, os donos da casa ainda viram Cavani ser expulso, após pisar no tornozelo de Richarlison e viram as chances de qualquer reação ir por água abaixo.

Ficha do jogo

Uruguai 0
Campaña; Cáceres, Giménez, Godín e Oliveros; Bentancur (Brian Rodríguez), Torreira (Arambarri), De La Cruz (Jonathan Rodríguez) e Nández; Darwin Núñez e Cavani. Técnico: Óscar Tabárez.

Brasil 2
Ederson, Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Renan Lodi; Arthur, Douglas Luiz (Bruno Guimarães) e Everton Ribeiro (Paquetá); Gabriel Jesus, Roberto Firmino e Richarlison. Técnico: Tite.

Estádio: Centenário (Montevidéu/URU)
Árbitro: Roberto Tobar (CHI)
Assistentes: Christian Schiemann (CHI) e Claudio Rios (CHI)
Árbitro de vídeo: Cristian Garay (CHI)
Gols: Arthur, aos 33′ do 1ºT, Richarlison, aos 44′ do 1ºT (BRA)
Cartões amarelos: Giménez, Nández, Cáceres (URU); Douglas Luiz, Richarlison (BRA)
Cartão vermelho: Cavani (URU)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *