Martelotte extrai lições de sequência sem vitórias

ADAURY VELOSO = Finalizada a primeira etapa da Série C, o Santa Cruz, que realizou a melhor campanha entre os times dos grupos A e B, começa a se preparar para a fase decisiva da competição. O empate em 3 a 3 com o Ferroviário, neste sábado (05), no Arruda, marcou uma sequência de três jogos sem vencer, mas também deu fim a sequência de derrotas, que vinha preocupando o técnico Marcelo Martelotte.Apesar de considerar o relaxamento da equipe natural, já que tanto a classificação como a primeira colocação do grupo foram garantidas de forma antecipada, o treinador coral destacou a importância de ter encerrado esta fase com um comportamento diferente do que foi visto nos dois últimos jogos.

Contra o Ferroviário, o time teve poder de superação para buscar o resultado e virar o jogo. Acabamos sofrendo o gol de empate e não conseguimos vencer”, disse Martelotte. Mesmo sem a vitória esperada, Marcelo acredita que esse era o momento que o time tinha para errar e aprender com os erros. “As lições vieram num momento possível. A próxima fase será mais difícil, mas o próprio formato da competição vai trazer a concentração necessária novamente”, complementou o treinador.

No quadrangular de acesso, o Santa Cruz vai encarar longas distâncias para enfrentar seus adversários, mas Martelotte não vê muito problema na situação. No entanto, reconhece que a logística de viagens deve ser planejada com cautela, também por conta da Covid-19. “Da mesma forma que vamos viajar para enfrentar os adversários, eles vão viajar para nos enfrentar. Jogando apenas aos finais de semana dá tempo para recuperar. Quanto à Covid, é preciso ter cuidado. Passamos por um surto há pouco, mas já conseguimos controlar.

Como poupou Danny Morais, Lourenço, Pipico e Toty, Martelotte terá os quatro jogadores à disposição para a fase decisiva, já que os cartões foram zerados. Além deles, André e Augusto Potiguar também estão disponíveis. “Optamos por poupá-los nesse jogo, que não valia muita coisa para nós, do que correr o risco de não tê-los no quadrangular. Semana que vem teremos a força máxima em campo. Com mais tranquilidade, acredito que o time voltará a vencer”, finalizou o técnico coral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *